sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Os enigmas da Lua


Esta foto é de uma área chamada Shard, observe a sombra do lado esquerdo. A cruz na foto é devido a uma marca da câmera.


À esquerda o Shard, outra anomalia fotografada. Depois de muitos testes todos os negativos, a conclusão e de que é uma torre de 12,5 km de altura da superfície da lua.


Nesta fotografia de Mare Crisium é possível ver várias anomalias. À esquerda da foto você pode ver uma espiral estranho de mais de 30 km e uma pequena cúpula sobre a superfície da cratera Picard.


Esta é uma fotografia extraordinária de uma cúpula que cobre a região chamada Sinus medii lua. Ela foi tirada por sonda não tripulada Surveyor 6, 24 de novembro de 1967. Uma luz de origem não identificada pode ser vista no interior de uma cratera.


Outra forma estranha na Lua, desta vez a foto foi tirada em 20 de julho de 1965 por uma sonda não tripulada soviética chamada Zond 3. A estrutura vista tem cerca de 18 km de altura.


Esta imagem com o número de catálogo 4822 foi tomada pela Apollo 10. Olhe para o reflexo grande em comparação com as zonas circundantes. Esta imagem apresenta um mistério, parece que a NASA está escondendo uma sequência completa de imagens da área.


Esta é uma fotografia do astronauta Alan Bean, que se reflete o astronauta Pete Conrad. No visor também pode ser visto refletido um objeto geométrico desconhecido de uma certa altura acima da superfície lunar, o objeto parece estar vinculado por um estrutura circular formada por uma espécie de grade. Vemos também a sombra formada por este objeto.


Nesta foto do astronauta Alan Bean da Apollo 14, ele pode ser visto carregando um dispositivo científico. À uma distância você vê o módulo lunar e uma estrutura cristalina do tipo estranho com forma geométrica.

7 comentários:

  1. A lua por ser um satélite artificial é oca por dentro e serve para atividades alienígenas. Em 69 vi a apolo depois de 02 anos divulgaram as fotos e uma delas tinha um buraco enorme, mais ou menos 2 km de largura , onde as naves adentravam na Lua.

    ResponderExcluir
  2. Dois cientistas da Universidade Estadual do Arizona querem que as imagens obtidas pelo Lunar Reconnaissance Orbiter sejam analisadas em busca de sinais de presença alienígena no local. Segundo os pesquisadores Paul David e Robert Wagner, as imagens obtidas pelo LRO deve ser disponibilizadas para o público, que montaria uma força-tarefa via internet para analisar as mais de um milhão de imagens que ainda estão sendo produzidas pelo satélite.
    Para a comunidade científica, é bem pouco provável que sinais de vida alienígena sejam encontrados na superfície lunar. Para os dois pesquisadores que sugeriram o projeto, porém, a análise das imagens — caso seja compartilhada entre milhares de interessados — é simples o bastante para não ser descartada. Segundo Davis e Wagner, a inatividade da Lua permitiria que qualquer artefato deixado em sua superfície fosse preservado por anos sem nem mesmo ser coberto de areia.
    O LRO é um satélite / telescópio que está orbitando a Lua desde junho de 2009, tirando fotografias de alta resolução de sua superfície. Segundo a dupla de pesquisadores do Arizona, caso a NASA não forneça as imagens ao público em geral, a solução para realizar a análise seria a criação de um software que buscasse por traços diferentes daqueles encontrados costumeiramente na superfície da Lua.

    ResponderExcluir
  3. Será que não existe uma maneira de rastrear estas fotos, antes da chegada delas á NASA? A exemplo do rastreamento de celulares.

    ResponderExcluir
  4. Kubrick, o gênio...

    ResponderExcluir
  5. pq vcs tolos ainda acreditam q o homem foi a lua???

    ResponderExcluir
  6. Por que os astronautas não vão de novo à lua?

    ResponderExcluir
  7. pq ainda n voutaram alguns ,vc acha que n tem ngm la

    ResponderExcluir